Olha o que aprontou a universidade de Colorado State com seus "estudantes-atletas" em relação ao coronavírus
Os técnicos e a administração da universidade estão fazendo de um tudo para prejudicar a vida dos seus jogadores, incluindo colocá-los em risco de morte
10/08/2020 14h56 - por Marcelisco
Se os principais atletas das principais universidades esportivas dos EUA estão conseguindo se mobilizar para tentar fazer suas demandas serem ouvidas em relação às práticas sanitárias mínimas de proteção do COVID-19, os jogadores com menor reconhecimento do público da universidade de Colorado State estão sendo submetidos a condições absurdas de tratamento de seus treinadores, conforme matéria do jornal local Coloradoan. 

Jogadores do time de futebol americano e funcionários do departamento atlético da universidade denunciam que os treinadores mandaram seus jogadores não reportar sintomas da COVID-19, ameaçaram seus jogadores de jogar menos caso obedeçam normas de isolamento social como a quarentena e chegaram no absurdo de alterar rela´torios de rastreamento de contato para que alguns de seus jogadores não deixassem de treinar.

Para que o time esportivo entre em campo e a universidade (e técnicos e administradores, mas nunca os atletas) ganhe dinheiro de montão, vale colocar em risco a vida dos jogadores e de suas famílias, inclusive chegando ao absurdo de mentir a respeito das informações que são reportadas a respeito do estado deles.

O técnico do time de futebol americano é novo. Com a saída de Mike Bobo após a temporada 2019, a universidade contratou Steve Addazio (ex-Boston College) para comandar o programa. Mas funcionários do departamento atlético denunciam que a postura de proteger os treinadores antes dos "estudantes-atletas" é a norma da casa e faz os jovens atletas se sentirem como gado.

O diretor atlético da universidade declarou que está desapontado com as denúncias e confia no plano que tem para a COVID-19. Também acredita que se o sentimento dos jogadores é de que não são testados o suficiente, eles precisam melhorar. Também se posicionou a respeito das acusações contra a comissão técnica considerando inadmissível o comportamento denunciado.

A presidente da Colorado State University, Joyce McConnell lançou uma investigação e contratou um escritório de advocacia externo para fazer a apuração

Tudo isso já é grave, mas fica pior quando a gente lembra que os casos na universidade remetem a uma festa de fraternidade de 4 de julho.

Se você não lembra de ninguém da NFL que venha de CSU, não tem problema. CSU integra a Mountain West Conference e não tem mesmo tanto nome. O jogador de maior expressão na liga, hoje, é o de Shaq Barrett, edge rusher do Tampa Bay Buccaneers. Fãs do Chicago Bears também vão se lembrar de Caleb Hanie, substituto improvável de Jay Cutler na derrota para os Packers na final da conferência nacional da temporada 2010.




Obrigado por comentar!
Erro!